40 anos de O Poderoso Chefão

Posted: quinta-feira, 15 de março de 2012 by Leon in Marcadores: , ,
1


O ano de 2012 é um ano importante para os filmes. Ainda este ano, será exibido o capítulo final de Batman, um outro filme cheio de super heróis conhecido como Os Vingadores, o próximo James Bond, intitulado de Skyfall e a prequência de Senhor dos Anéis, Hobbit. O ano também marca o centenário da Paramount Pictures e o quadragésimo aniversário do que é, talvez, o filme mais importante e melhor produzido do estúdio: O Poderoso Chefão

Lançado em 15 de março de 1972, o filme foi um sucesso instantâneo com os críticos e ressoou no público em todo o mundo. Os críticos da época elogiaram o filme, passando a nomeá-lo em dez categorias do Oscar, quase tudo o que era elegível na época, chegando a ganhar o prêmio de Melhor Filme no cobiçado Oscar 1973. Este louvor continua a vir, tanto em público quanto em crítica, com o filme declarado como o segundo maior de todos os tempos pelo American Film Institute, que se referem ao Poderoso Chefão como "um marco no cinema americano." O filme tem, sem dúvida, forte influência sobre a cultura popular, uma marca chamada de "O Efeito Poderoso Chefão" pelo autor Tom Santopietro.

Linhas memoráveis ​​e de fácil citação como: "Eu vou fazer uma oferta que ele não pode recusar" ou "um dia, e esse dia pode nunca chegar, vou chamá-lo para fazer um serviço para mim", tornaram-se frases populares.




"Eu não me lembro da última vez que você tenha me convidado para tomar um café em sua casa, mesmo minha mulher sendo madrinha da sua única filha. Mas agora você vem até mim e diz: Don Corleone faça justiça. Mas não pede com respeito, não oferece amizade. Você nem mesmo pensa em me chamar de Padrinho. Ao invés disso, você entra na minha casa, no dia do casamento de minha filha e, me pede pra matar por dinheiro. "



Mas, além de uma idolatria sem fim, as duas continuações, as numerosas imitações e incontáveis paródias, uma questão ainda persiste: o que faz com que O Poderoso Chefão seja um filme tão grandioso?

Pode-se dizer que a qualidade é o que realmente definiu o filme e tornou os personagens inesquecíveis. Sem as performances de Al Pacino como um gangster italiano relutante na vingança contra quem tentou matar seu pai, e Marlon Brando, como o personagem-título, os momentos memoráveis ​​do filme não teriam acontecido. Se dissermos que a qualidade é o que solidificou o filme em grandeza está parcialmente correta, mas é uma justificativa muito simples para a pergunta. Outras respostas fáceis a respeito de porque O Poderoso Chefão é um marco no cinema incluem alegações de que o roteiro era incrível, que Coppola fez um trabalho incrível, e que o filme saiu no momento certo. Mas enquanto o filme é ótimo, porque dentre todas essas coisas, a sua importância na verdade, decorre a história do filme e os temas que aborda.

O motivo pelo qual o "Efeito O Poderoso Chefão" ocorreu, se dá pelo fato de que os temas abordados são universais. O autor Santopierto disse que as ações e atitudes dos personagens são representativas em mostrar o fracasso do sonho americano. Isso não poderia estar mais errado. A busca de Michael Corleone é uma busca da glória e reconhecimento. É algo que todas as pessoas podem se relacionar. Cada indivíduo em algum momento, sonha em dar um novo segmento em suas vidas, algo melhor, e essas são as idéias expressas no sonho americano. Todavia, a família Corleone acredita na obtenção de riqueza, e em sua busca, eles recorrem ao comportamento criminal e atitudes fortes. Entretanto, mesmo que os meios não se enquadrem no contexto do que é julgado como correto, o que vemos são indivíduos no limiar de suas vidas em busca de seus objetivos. E é isso o que faz o público torcer pelos personagens e rejubilar-se em suas conquistas: o deturpado caminho, porém possível ideal, daquilo que têm como sonho

A busca de um sonho é um conceito universal e os personagens de O Poderoso Chefão são apenas pessoas tentando alcançar seu sonho. E essa é a causa do padrinho ser tão memorável. Feliz aniversário Don Corleone: O Poderoso Chefão.





Leon: Viciado em cinema que gosta de tudo um pouco. Tende a confundir vinho com água e adora escrever em linhas tortas. Pra ele Elvis, assim como o latim, ainda não morreram.

1 comentários:

  1. Sem dúvida, este filme é um dos maiores da história, eu reconheço que é muito bom e tem muitos elementos que podem ser resgatados. Devemos levar em conta que a partir desses filmes têm atores conhecidos Robert Duvall que fizeram grandes atuações, mais recentemente, esse ator Judge, grande filme que narra a relação com seu pai um advogado.